• Marilia Naspolini Studio

"Falsa magra": Será que eu sou uma?


“Falsa magra” é aquela pessoa que, embora o peso na balança esteja adequado aos parâmetros estabelecidos pelo IMC, sua composição corporal não é boa: ela possui uma grande quantidade de gordura comparada à quantidade de músculos.

Por isso é muito comum vermos mulheres aparentemente magras, com rosto e até braços finos, mas com muitas celulites, flacidez e gordura localizada.

E o problema está muito longe de ser apenas uma questão estética, já que pessoas cujo peso é normal ou baixo, mas possuem grande quantidade de gordura, têm o mesmo risco aumentado para problemas de saúde, como diabetes tipo 2 e doenças cardíacas que pessoas acima do peso.

Por isso digo mais uma vez: não se prenda ao peso na balança! E mais importante que isso: não acredite em dietas milagrosas que farão você perder 5kg em apenas alguns dias.

Afinal, ninguém avisa que a maior parte do peso perdido será majoritariamente de água e músculos, e quase nada de gordura.

“Ah, mas eu fiz a dieta da sopa e finalmente coube naquele vestido incrível”.

Sim, mas e depois? Provavelmente você recuperou o peso perdido e ainda encontrou outros pelo caminho. E eu vou explicar o porquê.

Nas duas primeiras semanas de uma dieta restritiva, é muito comum perder uma quantidade bem significativa de peso. E é exatamente isso que te anima a continuar fazendo a “bendita” da dieta.

Mas, como eu disse acima, a maior parte desse peso corresponde à água que estava retida nos tecidos do corpo e também aos músculos.

Lembra que eu falei em outro artigo que o tecido muscular é metabolicamente ativo?

Bom, com menos músculos, seu corpo exige menos calorias diariamente para se manter.

Assim, para que a dieta continuasse fazendo o efeito desejado, você teria que cortar ainda mais as calorias ingeridas a fim de ajustá-las a esta nova necessidade.

Fazendo isso, você entra em um tenebroso ciclo de fracasso: perderá mais músculos, diminuirá as calorias necessárias, até chegar a um ponto insustentável, em que o mau-humor, fome e frustração se tornam maiores que qualquer força de vontade.

Daí você retoma seus hábitos alimentares, e mesmo que eles não sejam dos piores, agora seu metabolismo está mais lento e você possui menos massa muscular para consumir energia dos alimentos.

O que normalmente acontece, então?

Você recupera o seu peso com bastante facilidade e tem grandes chances de ficar ainda mais gorda rapidamente.

E qual é a solução para isso?

Paciência!!!

Seu cabelo demora um mês para crescer 1cm (em média), sua unha da mão cresce cerca de 3mm por mês. Por que você acha que vai conquistar o corpo dos seus sonhos de uma hora para outra?

Se você entrou na academia e tem feito atividade física de forma regular, ótimo. Você já está alguns passos à frente da maioria das pessoas.

Preocupe-se menos com o peso na balança e mais com sua performance nos treinos, suas medidas, suas roupas, seu reflexo no espelho.

E claro, além de praticar atividade física, é preciso estar atenta a outros fatores, afinal, nem tudo são flores: também é possível pesar o mesmo e ainda sim se sentir (e de fato estar) mais gorda.

Essa situação é muito comum entre os idosos, já que há uma perda natural de massa magra com o aumento da idade.

Isso acontece porque as células musculares danificadas são reparadas em um ritmo muito mais lento do que quando a pessoa é jovem.

É claro que hoje em dia têm vários vovôs e vovós dando banho na garotada, mas via de regra, é isso que acontece.

De qualquer forma, mesmo que você não seja uma pessoa idosa e esteja mantendo uma rotina regular de exercícios, pode sim ter engordado.

Continue lendo para descobrir as melhores formas de avaliar sua evolução, não cair em ciladas e se manter motivada com os resultados.

Fonte: Guia da boa forma

#falsamagra #malhar #emagrece #emagrecerbraços #emagrecer #emagrecimento #dieta #diet

407 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo